sexta-feira, 26 de novembro de 2010

É uma das poucas certezas que temos em vida: a morte. Por isso muitos se interessam em saber curiosidades acerca dela ou quando nos virá buscar.

14 curiosidades sobre a morte:

•Último sentido: Quando uma pessoa morre, a audição é o último sentido a perecer. O primeiro costuma ser a vista, seguido do paladar, o olfato e o tato.

•Consumido por enzimas: Aos três dias da morte, as enzimas digeridas numa refeição começarão a devorar o corpo. As células fraturadas vão se converter em comida para as bactérias vivas do intestino, as quais liberarão suficiente gás tóxico para inchar o defunto e forçar os olhos para que saiam das órbitas.

•O orgasmo: Ao morrer, os homens ejaculam. Quando um homem falece, o seu corpo entra em um estado de relaxamento muscular profundo que também afeta a vesícula seminal que descarrega o seu conteúdo poucas horas após a morte. Por esta razão diz-se que os mortos ejaculam.

•Três estatísticas difíceis de acreditar:
◦Comedores de Lápis: 100 pessoas morrem cada ano engasgadas com lápis.
◦Rolha assassina: Há mais probabilidades de ser assassinado por uma rolha de uma garrafa que pela picada de uma aranha.
◦Maldição do canhoto: Mais de 2500 pessoas morrem anualmente porque são canhotas e utilizam ferramentas para destros.

•Enterro caro: O funeral de Alexandre Magno na atualidade teria custado 600 milhões de dólares. Na época foi construída uma estrada do Egito até a Babilônia para levar o seu corpo.

•Mais conservados: Hoje em dia a decomposição do corpo demora mais a acontecer devido aos conservantes dos alimentos que comemos.

•Muita gente: Estima-se que 100 bilhões de pessoas já morreram desde que surgiram os humanos.

•Sons nos cemitérios: Os sons que se ouvem num cemitério, e que tanta mitologia criou, costumam proceder da combustão e explosão do gás metano acumulado dentro dos caixões.

•Mortos vivos: Na Europa do século XIX existiam tantas histórias de pessoas vivas que eram declaradas mortas erroneamente, que os cadáveres eram levados a "hospitais para mortos" onde eram vigiados à espera de sinais de putrefação.

•O último suspiro: Quando o inventor Thomas Edison morreu em 1931, Henry Ford capturou o seu último suspiro em uma garrafa.

•Corpos turbinados: Os implantes de silicone explodem violentamente durante as incinerações e, em caso de serem sepultados, corrompem-se junto ao corpo. Em ocasiões, ao exumar um caixão, podem-se descobrir objetos de todos os tipos, como bisturis.

•Vagando no espaço: O criador de Star Trek, Gene Roddenberry, foi a primeira pessoa a ter as suas cinzas espalhadas no espaço.

•Queimando gordura: A temperatura das incineradoras atinge os 1.000°C através do gás natural. Apesar desse alto nível de calor, são necessárias várias horas para completar uma cremação, ainda que também depende se o defunto é obeso, já que a gordura corporal entra em combustão mais facilmente.

•Enterro ecológico: Uma empresa sueca chamada Promessa, pode dissecar o seu corpo em nitrogénio líquido, pulverizá-lo com vibrações de alta frequência, e selá-lo com pó resultante em um ataúde biodegradável elaborado com farinha de maisena. Afirmam que este enterro ecológico decompõe-se em 6 ou 12 meses
Categories:

1 comentários:

+25 disse...

Olá, adoramos o seu blog e o conteúdo! Você escreve super bem.
Estaremos sempre por aqui para acompanhar as novidades.
Ficaremos muito contente com a sua visita no Blog +25!
Bjos

Sagitária
http://mais25.blogspot.com/

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!