segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Num domingo ensolarado como ontem, não dá pra ficar trancado dentro de um apartamento esperando acontecer um milagre na televisão. Então, pé na estrada.. decidimos ir à Teutônia, município que fica a uns 20 kms de Lajeado dar um passeio...

Trânsito tranquilo na BR 386, pelo menos no domingos

Depois na Rota do Sol, dá pra andar mais devagar e admirar a paisagem, pelo menos o caroneiro...

Indo à Teutônia, não dá pra deixar de visitar o Centro Administrativo. Todos os serviços concentrados num só lugar, Prefeitura, Secretarias, Polícia Civil, Brigada Militar, Cartório...

Além de prático é um belo ponto turístico....

Tem também um pequeno lago com carpas...

e tartarugas procurando um lugarzinho no sol.
No verão, tem ainda toda a estrutura da Lagoa da Harmonia, onde o visitante pode desfrutar de uma bela paisagem, casas de veraneio, restaurante e de pedalinhos...
Falando em turismo na vale do Taquari, nós dispomos de lugares belíssimos mas pouquíssimo explorados. Pensando nisso, a prefeitura de Arroio do Meio, junto com moradores, vereadores e algumas instituições de classe discutem formas de atrair investimentos para tornar o Morro Gaúcho um ponto de turismo no município.

Lá de cima, a vista é de tirar o fôlego...
Há que se melhorar o acesso e oferecer infra-estrutura aos visitantes....

O cenário é de cinema...
O tempo é mesmo relativo e depende muito de que lado da porta do banheiro você está. Uma tarde antes do feriado tem uns três dias de duração....ainda mais quando muita gente já tá fazendo feriadão e pouco serviço...



Sorria, você está perdendo peso...
Nessa poesia você encontrará todas as letras do alfabeto, menos uma... qual será?

SURGE fresca a madrugada,
Resplandecente de luz…
Salta alegre a passarada,
Num chilrear que seduz!

AS FILHAS da primavera,
De matizes deslumbrantes,
Enfeitam a natureza,
Sempre belas e radiantes.

A HUMANIDADE se curva,
Reverente e agradecida,
Ante a grandeza de Deus
Que a gente dá luz e vida.

NA IMENSIDADE das águas,
Nas várzeas ilimitadas,
Nas matas as mais agrestes
Nas serras e nas baixadas…

NESSE ambiente agradável
De paz que alegra e seduz,
Transparece claramente
A grandeza de Jesus!

NAS MARGENS de uma ribeira
Que desliza mansamente,
Canta um triste sabiá,
Uma balada plangente!

NAS ÁGUAS claras e lisas,
Nadam cisnes de alvas penas
Nas barrancas verdejantes,
Nascem lindas açucenas.

CAI A TARDE… nasce a lua,
Deusa de luz prateada,
Entre milhares de estrelas,
Na imensidade azulada.

PARA A ERMIDA singela,
Erguida na freguesia,
Seguem crentes a rezar
À Virgem Santa Maria!

(No Mundo das Excentricidades, ESPÍNDOLA, Itamar de Santiago)

Seja o primeiro a descobrir, faça uma postagem indicando qual é a letra...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!