sábado, 12 de novembro de 2011

Na era do som digitalizado, o vinil recupera apreciadores e fãs da música.
Alguns discos lá de casa...

O velho disco de vinil resistiu á praticidade das fitas cassette, do tamanho e da modernidade do CD e agora parece vencer mais uma batalha contra um forte concorrente: o MP3. Saudosismo ou não, o velho bolachão ainda tem milhões de admiradores que batem o pé quando se usam adjetivos depreciativos contra ele.

Dizem os especialistas e engenheiros de som que o disco de vinil, alcança um espectro de frequências sonoras maior que qualquer outra forma de mídia, principalmente nos graves.
Desconsiderando os aspectos técnicos, tem ainda as artes das capas em prol do vinil...
Esse eu comprei em 1983 nas  lojas Colombo de Arroio do Meio, quando ainda vendiam discos

Eu tenho em casa o "The Wall" do Pink Floyd em vinil e CD, o "Stormbringer" do Deep Purple também em vinil e CD e alguns outros mais e comparando a qualidade de som entre o vinil e o CD, percebi uma coisa: O vinil tem mais sonoridade, profundidade e me parece um som mais "recheado" de tons e não tão metálico como o CD.
Categories: , ,

1 comentários:

Xandão disse...

Como toda coisa vel... ANTIGA, deixa a gente nostaugico. Tenho vinil do The Who que não sai de casa e nem ouço, por que não tenho como. Tinha uns treze do Queen (desde o primeiro) que o corno do meu tio vendeu (isso já faz uns sete anos e desde então não falo com ele). Quando escutava as bolachas, tinha um certo ritual em colocar o disco pegando de lado com todo cuidado, pegar a agulha e colocar torcendo pra não riscar o danado e aí esperar com as caixas de som grudadas no sofá e em bom e alto som ( se vc tivesse a sorte da sua mãe ter saído de casaq e não ter ninguém, somente vc e seu bem mais precioso falando aquelas melodias de seu grupo preferido.
O que exemplifica bem esse momento para mim é o filme quase famosos (Almost famous) onde o muleque pega a mala da que a irmã deixou os discos e pega o THE WHO e lê o bilhete e coloca na vitrola!!!

Ô tempinho bom....

Abraços

Xandão

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!