sexta-feira, 26 de outubro de 2012


Vagando pelo mundo virtual encontrei o  blog de P.A.Marangoni e pasmei quando li a na primeira página que ele apresentava de forma clara, convincente, objetiva e lógica a negativa da proibição do porte de armas de fogo no Brasil. Aliás,sempre achei que a forma como foi feita a pergunta também é para confundir a cabeça de muita gente.

Vejam o currículo do blogueiro e perceba que ele tem conhecimento e experiência para defender suas ideias e não é um político engravatadinho que conhece uma arma de fogo pelos filmes do Stallone:

Ex FAB, Legião Estrangeira Francesa, Legião Espanhola, Comandos Angola, Resistência Moçambicana, Forças Especiais Rhodesia. Tem marxismo? Islamismo radical? Corrupção? Esquerda de qualquer tipo? Estarei no lado contrário...

As opiniões de Marangoni sobre:

Porte de Armas:
A arma de fogo é o único instrumento que coloca em pé de igualdade uma mulher de 50 Kg e um assaltante de 105 Kg, um aposentado de 75 anos e um marginal de 19, e um único indivíduo contra um carro cheio de bêbados com bastões de baseball.


A Foto de Lula+Haddad+Maluf
Alguns leitores me cobraram a falta de comentário no Blog sobre a famosa porno foto de Lula-Haddad-Maluf... Falar o quê?! Pornografia explícita,basta olhar,é a cara da política brasileira,onde levar vantagem a qualquer custo é o objetivo e não servir ao país,ao povo. O desplante,o desprezo à opinião pública chegou ao ponto de acharem normal se deixar fotografar nesta ménage-a-trois em plena luz do dia! E o mais lamentável é que denota um decréscimo de nível até mesmo entre os meliantes;quem pensaria um dia ver um distinto criminoso de colarinho branco,exímio pianista,empresário sagaz,culturalmente bem dotado,em conluio com quadrilheiros semi analfabetos?

Delinquência juvenil
“Temos que trabalhar efetivamente com a família”! E todos balançam afirmativamente a cabeça e fica por isso mesmo. Ninguém para disparar um constrangedor como assim?! Expliquem em termos reais,concretos,práticos o que é isso! Vão sentar e conversar? Lágrimas rolarão,darão as mãos e dirão:tá vendo Anderçon Douglas,é feio roubar! É mãe,eu tô errado,nunca mais,vou estudar e ser médico! Se poucos rezarão o Pai Nosso,se muitos cantarão o Virandú Piranga.

Ah,dá um tempo! Parem com isso! Deixem de palavras ocas,diminuam para 16,15 anos a idade para a responsabilidade criminal como fazem os países do primeiro mundo. Nenhum sistema vai recuperar delinquente,a ocasião sempre fará o ladrão se esse não for um ser humano de primeira classe,cadeia neles,cana dura,sem saidinha para ver Papai Noel, dia dos Filhos da Mãe,etc. Trabalhos forçados e nas folgas formação técnica para os poucos que se voluntariarem para aí sim,efetivamente tentarem aprender alguma profissão para ganhar a vida honestamente quando saírem da jaula.
 O resto é prosa mole;para as autoridades,sonho,para nós,a continuação do pesadelo.

Sobre a senhora deCaxias do Sul que mandou um marginal pros quintos dos infernos:
-Idade:86 anos
-Treinamento:nunca atirou anteriormente
-Condicionamento físico:artrite nas mãos,dificuldade para caminhar
-Estado de alerta: estava dormindo quando da invasão
-Ação de defesa: tiro certeiro no alvo maior (peito)
-Ação contínua: verificação do local de impacto, (perto do coração) alvo em movimento, mais dois tiros em sequência para imobilizar a ameaça

Algum especialista tem alguma crítica a fazer do procedimento? Algum jurista iluminado, sobre os dois tiros “a mais”? E para você desarmamentista, que “é da paz” que é ovelha, adepto do “não reagir nunca” e que não defende sua família por covardia o recado desta senhora é bem direto: você não merece ser chamado de homem, de macho protetor, de chefe de família, de pai. Você não passa de um M....

Apolítica do governo brasileiro em abaixar a cabeça para qualquer outro pais da America Latina
O helicóptero Bell 205 em sua versão militar H-1H Iroquois,que ficou conhecido em todo mundo pela sua atuação na guerra do Vietnã e continua após décadas a ser usado em todo mundo por militares e civis é uma máquina robusta que pode ser revitalizada e continuar trabalhando por muito tempo. Mas não para o atual governo brasileiro que apesar da penúria de equipamentos de suas Forças Armadas em plena fase de desmoralização,resolveu doar quatro dessas aeronaves compradas com o dinheiro do povo ao plantador de coca Evo Morales para uso da Força Aérea Boliviana. A mesma Bolívia que regulariza milhares de carros roubados no Brasil,que faz do nosso país um entreposto de sua exportação de droga,que invade instalações da Petrobras.

E para terminar outro texto do blog:

NÃO SOU NEM NEGRO,NEM ÍNDIO,NEM GAY,NEM ASSALTANTE,NEM GUERRILHEIRO,NEM INVASOR. Como faço??
 
Ives Gandra da Silva Martins*
 
Sou Branco, honesto, contribuinte, eleitor, hetero…Para quê??
Hoje, tenho eu a impressão de que o “cidadão comum e branco” é agressivamente discriminado pelas autoridades e pela legislação infraconstitucional, a favor de outros cidadãos, desde que sejam índios, afrodescendentes, homossexuais ou se autodeclarem pertencentes a minorias submetidas a possíveis preconceitos.

Assim é que, se um branco, um índio e um afrodescendente tiverem a mesma nota em um vestibular, pouco acima da linha de corte para ingresso nas Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de imediato, a favor de um deles! Em igualdade de condições, o branco é um cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior.

Os índios, que, pela Constituição (art. 231), só deveriam ter direito às terras que ocupassem em 5 de outubro de 1988, por lei infraconstitucional passaram a ter direito a terras que ocuparam no passado. Menos de meio milhão de índios brasileiros – não contando os argentinos, bolivianos, paraguaios, uruguaios que pretendem ser beneficiados também – passaram a ser donos de 15% do território nacional, enquanto os outros 185 milhões de habitantes dispõem apenas de 85% dele.. Nessa exegese equivocada da Lei Suprema, todos os brasileiros não-índios foram discriminados.

Aos ‘quilombolas’, que deveriam ser apenas os descendentes dos participantes de quilombos, e não os afrodescendentes, em geral, que vivem em torno daquelas antigas comunidades, tem sido destinada, também, parcela de território consideravelmente maior do que a Constituição permite (art. 68 ADCT), em clara discriminação ao cidadão que não se enquadra nesse conceito.

Os homossexuais obtiveram do Presidente Lula e da Ministra Dilma Roussef o direito de ter um congresso financiado por dinheiro público, para realçar as suas tendências – algo que um cidadão comum jamais conseguiria!

Os invasores de terras, que violentam, diariamente, a Constituição, vão passar a ter aposentadoria, num reconhecimento explícito de que o governo considera, mais que legítima, meritória a conduta consistente em agredir o direito. Trata-se de clara discriminação em relação ao cidadão comum, desempregado, que não tem esse ‘privilégio’, porque cumpre a lei.

Desertores, assaltantes de bancos e assassinos, que, no passado, participaram da guerrilha, garantem a seus descendentes polpudas indenizações, pagas pelos contribuintes brasileiros. Está, hoje, em torno de 4 bilhões de reais o que é retirado dos pagadores de tributos para ‘ressarcir’ aqueles que resolveram pegar em armas contra o governo militar ou se disseram perseguidos.

E são tantas as discriminações, que é de perguntar: de que vale o inciso IV do art. 3º da Lei Suprema?

Como modesto advogado, cidadão comum e branco, sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço, nesta terra de castas e privilégios.Como modesto advogado, cidadão comum e branco, sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço, nesta terra de castas e privilégios.

( *Ives Gandra da Silva Martins é renomado professor emérito das universidades Mackenzie e UNIFMU e da Escola de Comando e Estado do Exército e presidente do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do Comércio do Estado de São Paulo ).
 

Nota: Inciso IV do art. 3° da CF: "promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação."

Para ler mais, acesse o blog: http://pamarangoni.blogspot.com.br/

Parabéns, Marangoni! Seus textos são um tapa na cara de muito jurista moderninho que corre à legislação vigente para julgar um marginal perigoso e não usa o bom senso em favor aos honestos e trabalhadores. 
São um tapa na cara de muito político corrupto que vende a alma pelo poder e ao acesso às benesses dessas leis que só eles e pequenos grupos de apadrinhados se favorecem, fechando os olhos às urgentes necessidades da sociedade.

1 comentários:

Xandão e cintia de Jundiaí disse...

Falou pouco e falou bonito.


Xandão

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!