quinta-feira, 10 de julho de 2014

Tá pensando num novo e radical corte de cabelo? Pois essa é a especialidade do Rob, que faz arte com o cabelo dos outros... e não é que ele é fera mesmo?!

















Quando se fala em compras em NY. logo todo mundo pensa nas grandes lojas de departamentos, mas existem aqueles pequenos comerciantes que tem verdadeiros tesouros a serem garimpados.Tem também lojas de armas, tecidos, carnes e relíquias das décadas passadas....













quarta-feira, 9 de julho de 2014

Trecho da biografia de Soichiro Honda que estou lendo...


“Que o conhecimento teórico seja indispensável é uma coisa, mas que o sistema acadêmico seja o melhor adaptado ao seu ensinamento, é outra. Surpreende-me o valor dado, no Japão e nos outros países do mundo, ao diploma. Ele assegura um certo lugar na hierarquia, qualquer que seja a competência daquele que o obtém. Não se pede ao diplomado que prove seu valor, mas que mostre uma folha de papel, indicando que, em sua juventude, foi um aluno estudioso, disciplinado e provavelmente isolado da vida. Uma confraria detentores de diploma, antigos alunos de uma mesma universidade, se estabelece em todos os escalões, como se eles quisessem assegurar-se, mutuamente, de seu valor, de sua competência e do caráter superior e insubstituível da formação que receberam.
Em minhas fábricas, sempre procurei limitar o monopólio dos portadores de rótulo. O titular de um diploma deve primeiro provar-se. Seus méritos serão reconhecidos se ele souber manifestar sua competência, em termos humanos ou técnicos, no mesmo campo no qual vai exercer sua atividade econômica.”



Outro trecho bem legal é uma declaração de amor ás motos que ele planejava e trabalhava muito em sua oficina para que elas se tornassem "vivas".

"Os motociclistas são senhores de suas máquinas e, por aderirem a elas, têm a impressão de somar a suas capacidades humanas, de juntar a seus órgãos o ritmo do pistão, o zunir das rodas, o calor do motor e o odor espesso da gasolina. As motos são seres vivos, tanto como nós, pois fazem parte de nós. Eu as considero como filhas, nascidas uma a uma de meu cérebro e de minhas mãos. Eu as vejo crescer e deixo-me persuadir de que terão uma longa vida. Deve-se ter confiança no futuro das motos. Elas conservarão seus amadores ou seus fanáticos. As estatísticas o provam. Basta olhar as cidades atravancadas, a lentidão dos itinerários, para ter certeza de que os homens preferirão sempre viver de vento e velocidade, mais que de engarrafamentos e longas esperas, em meio à fumaça. Os automóveis nunca substituirão totalmente as motos."

Do Livro Honda por Honda - Soichiro Honda - Ed. SIGLA- 1979
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!