sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Algumas pessoas enxergam com mais facilidade, outras precisam forçar a vista, mas dá uma olhada nessas imagens.

Esse pontinhos estão se movendo? 

Não. É a posição dos pontos e as cores que criam essa impressão, esse efeito de movimento.


Olhe no ponto preto e desloque sua cabeça pra frente e para trás.
 A impressão é que as rodas externas giram, mas estão paradinhas....

Qual círculo laranja é maior?
Os dois tem exatamente o mesmo tamanho ...

Um desenho formado por outros desenhos...


Quantos pontos pretos você enxerga?
 Todos são brancos...

Isso é uma lagarta?
Não, são passarinhos num galho....


Isso é um pato ou um coelho?
 Os dois, depende da posição

As cores tendem a escurecer quando existir um fundo escuro.


As linhas são inclinadas ou paralelas?
São paralelas, o deslocamento dos quadradinhos pretos  causa esse efeito...

Aqui você vê uma espiral?
Pois não é. São apenas círculos em azul... não acredita? passe a caneta seguindo a linha azul...
O tempo passa, o tempo voa... os dias passam arrastados, mas os anos passam voando. Isso, é verdade e quem era considerado um "Sex Symbol" ou seja a "gostosura em pessoa" hoje sente o peso da idade.









terça-feira, 2 de setembro de 2014

Na viagem que fez ao México, a Débora, nossa correspondente na Europa (chique.. chique...eu sempre quis escrever isso..) manda umas fotos da Capital e também de Teotihuacan... Primeiro as fotos da capital...


Uma capital moderna, colorida e cosmopolita


















Aqui as fotos de Teotihuacan e veja o que tem no Wikipedia sobre isso:

Teotihuacan ou Teotihuacán, foi um centro urbano da Mesoamérica pré-colombiana localizada na Bacia do México, 48 quilômetros a nordeste da atual Cidade do México, e que hoje é conhecida como o local de muitas das pirâmides mesoamericanas mais arquitetonicamente significativas construídas na América pré-colombiana. Além dos edifícios piramidais, Teotihuacan também é antropologicamente significativa por seus complexos residenciais multi-familiares, pela Avenida dos Mortos e por seus vibrantes murais que foram excepcionalmente bem preservados. 

 Esta cidade passou a ser o maior e mais populoso centro no Novo Mundo e era ainda o lar de complexos de moradias o construídas para acomodar esta grande população. A civilização e cultura associadas ao sítio arqueológico da cidade também são referidas como Teotihuacan ou teotihuacana.



 Além disso, Teotihuacan exportou um chamado estilo de cerâmica e ferramentas de obsidiana finas que conquistaram grande prestígio e utilização generalizada em toda a Mesoamérica.


Acredita-se que cidade tenha sido estabelecida em torno de 100 a.C., sendo que os principais monumentos foram construídos continuamente até cerca de 250 d.C.1 A cidade pode ter durado até algum momento entre os séculos VII e VIII, mas seus principais monumentos foram saqueados e sistematicamente queimados por volta de 550 d.C. No seu apogeu, talvez na primeira metade do primeiro milênio d.C., a cidade Teotihuacan foi a maior cidade da América pré-colombiana, com uma população de mais de 125 mil pessoas, tornando-se, no mínimo, a sexta maior cidade do mundo naquela época. Teotihuacan começou como um novo centro religioso nas terras altas mexicanas em torno do primeiro século d.C.



Apesar de ser um tema em debate se Teotihuacan era o centro de um império ou Estado, a sua influência em toda a Mesoamérica é bastante documentada; a evidência da presença teotihuacana pode ser visto em vários locais em Veracruz e na região maia. Os astecas podem ter sido influenciados por esta cidade. A etnia dos habitantes de Teotihuacan é também um tema em debate. Possíveis candidatos são os grupos étnicos náuatles, otomis ou totonacas. Os estudiosos também sugeriram que Teotihuacan era um Estado multiétnico.

A cidade e o sítio arqueológico estão localizado no que hoje é o município de San Juan Teotihuacán, no estado do México, a cerca de 40 quilômetros a nordeste da Cidade do México. O local abrange uma área total de 83 quilômetros quadrados e foi designado como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1987. As ruínas da cidade são o sítio arqueológico mais visitado do México.

E depois de tanto caminhar e tirar fotos, um momento de admiração e relax.. 

De acordo com a Wikipedia, degradê (do francês dégradé) ou gradiente de cor é uma sequência de tons contínuos, podendo ser limitado ou ilimitado. Ou seja, é a área onde duas ou mais cores são sobrepostas, cada uma com suas intensidades, formando uma transição suave entre as cores, no sentido de apresentar aspecto em 3D. Entendeu?

A tonalidade degradê representa a variação de cores que vai das mais fortes às mais suaves. Sendo uma técnica da pintura sacra muito antiga, no sentido de fazer a expressão facial das figuras dos santos em Imagem 3D, muito utilizada na Idade Média. Nesse sentido as pinturas mais fortes e/ou escuras ficam na parte mais elevada da expressão facial mais próximas do observador e as mais claras e/ou fracas na base da expressão, e/ou mais profundas da figura, possibilitando também outros aspectos dessa figura, com a nuances da cor. Legal, né?!
Pelas fotos dá pra ver quem manda na bagaça.... Who's the man?
















Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!