sexta-feira, 29 de maio de 2015

 Em sextas-feiras, uma coleção de fotos escolhidas a dedo mouse na internet..












































O que era um filhotinho...

Vira um monstro pré histórico...
 com poucos clicks do mouse

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Outro domingo ensolarado que seria uma lástima ficar dentro de casa, então vamo que vamo pegar a estrada para algum lugar bacana. Dessa vez o local escolhido foi a cidade de Veranópolis na serra.

De Lajeado, pela BR386 até Estrela, depois a Rota do Sol até a cidade de Garibaldi, Bento Gonçalves e depois a descida do vale do Rio das Antas e Veranópolis o que dá uns 115 kms. Aqui na foto abaixo um paradouro para esticar as pernas...

 Um descanso também para a valente e brava Twister.
 Daqui já se tem uma vista da curva do Rio das Antas... e  muito verde.
 Muita curva e a estrada não tava lá essas coisas, tem que andar devagar...
 Alguns quilômetros abaixo, daí sim, uma vista mais bacana do rio.
 E uma estrada de ferro que sai do mato...

 e acaba enterrada na estrada...

 Mais abaixo ainda, no nível do rio, mais uma parada, agora para o almoço. Nosso almoço geralmente é um fast food, nada de requintado, apenas um lanchinho rápido.

Da sacada dá pra ver o rio também, muito verde e nada de construções.. ainda bem.


Essa é a vista do segundo piso do restaurante, a ponte do Rio das Antas, que separa os municípios de Veranópolis e Bento Gonçalves. Alguns malucos passavam de moto por cima dos arcos e por segurança foi colocado alguns bloqueadores de passagem.

Essa ponte tem o nome de Ponte Ernesto Dornelles e teve sua construção iniciada em 16 de fevereiro de 1942 e for terminada em 31 de agosto de 1952. Tem 46 m de altura e 287m de comprimento.

Ela não possui pilares apoiados no leito do rio. A estrutura de sustentação em concreto armado é formada por dois arcos paralelos, com um vão livre de 186 metros de extensão entre os pontos de apoio, situados nas margens do rio. A pista passa por entre os arcos, com uma extensão total de 227 metros. Foi considerada a maior ponte construída na época, em toda a América.

É considerada uma das maiores pontes em arcos paralelos suspensos do mundo.

Por ser um domingo, o trânsito tava bem pesado...
 Caminhando pela ponte se percebe a obra de arquitetura que é...
 Mais um pouco do rio...
 e a ponte...
 Agora, restaurado das energias, vamos subir a serra do outro lado do rio...

 Alguns quilômetros acima, um belvedere para ver a paisagem do topo do morro...
 dá um certo medo ver o chão ficando longe...


 lá no vale uma ponte e de uma usina hidrelétrica



 Mais um restaurante com vista panorâmica para o vale...
 Não pude deixar de fotografar essa caminhonete, uma Ford F100 restaurada
 Mais uma foto antes de voltar à estrada...
 Chegando em Veranópolis na RSC 470, km 178 tem esse restaurante giratório, onde pode-se almoçar e admirar toda a beleza do vale em todos os ângulos.
O Restaurante Giratório Mascaron, é parada obrigatória para quem visita a região. Situado no topo da Torre Mirante da Serra, é o único restaurante giratório do país e o acesso ao topo é feito através de um elevador panorâmico. Com seus 79,5 metros de altura, é uma ótima opção para admirar a vista da serra e saborear a farta gastronomia italiana em um ambiente sofisticado e aconchegante com decoração inspirada na cultura dos imigrantes. 
 Acima do restaurante, uma plataforma de observação com luneta e binóculo permite observar as belezas da Serra do Rio das Antas e as cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Cotiporã, além da vista panorâmica da cidade de Veranópolis

Mas tem que reservar horário, no domingo tava lotado... Quem quiser saber mais pode acessar o site aqui: Restaurante Mirante da Serra.

Chegamos em Veranópolis no começo da tarde de domingo e a cidade estava bem vazia, mas me surpreendi pela verticalização da cidade. Por ter pouco mais de 22.000 habitantes, tem muitos prédios, outros muitos em construção e ruas bem largas e limpas.

Mais um descanso na praça ao lado da igreja...

Uma parada pra tomar uma água e tirar a jaqueta de couro com 35°C no lombo... muito calor...
 Na praça há também uma escultura em homenagem ao colono imigrante que chegou aqui a 140 anos, vindo da Itália e desbravou essas terras e construiu tudo o que há hoje.
Veranópolis é considerada a capital brasileira da longevidade e a a terceira cidade com maior longevidade média da população no mundo.



Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!