segunda-feira, 25 de maio de 2009

O Brasil por suas dimensões continentais é muito diferente de um extremo ao outro. E nem estou falando do clima e da flora, mas da fauna. Vejam esse pequeno inseto.

Não se trata de formiga, mas do Paederus Irritans, mais conhecido como potó. O inseto, muito comum no clima de final de chuva, expele um líquido cáustico, que queima a pele, podendo, inclusive, deixar seqüelas se não houver tratamento adequado. Esse inseto de 1 cm libera um líquido cáustico nas pessoas quando é esfregado ou amassado contra a pele..
Os casos mais graves, quando a infeção é secundária, com surgimento de pus e feridas, o paciente precisa tomar um antibiótico. Já os casos menos graves, um creme cicatrizante resolve o caso. Mas quando o inseto atinge a área do olho, a pessoas deve procurar imediatamente um oculista, para ver se a infeção não comprometeu sua visão” recomendam especialistas.

Os principais locais que o inseto atinge são as dobras de pernas e braços, pescoço e região facial, próximo ao olho. O potó busca a luz no período da noite, hora em que há mais ocorrências.

Características da dermatite por Paederus irritans.
O responsável pelo surto é esse inseto da ordem Coleoptera, família Staphylinidae, gênero Paederus4 e da espécie P. irritans, conhecido como yuyi, ou zorrito. Tem o corpo alongado, cor geral negra, tórax subglobular, élitros curtos e de coloração azul-escura muito brilhante. A fêmea alcança 10mm de comprimento e o macho Latigazo (= chicotada, em português) é o nome popular da dermatite produzida por este coleóptero, que secreta uma substância cáustico-vesicante, a pederina, uma toxina cristalina (C25H45N09), responsável por irritação semelhante a uma queimadura.

Em contato com a pele a pederina (paederina, em castelhano) tem propriedades cáustico-vesicantes, provocando eritema, necrose epidérmica e vesiculação após 24-48 horas. Ela é liberada pelo inseto quando agredido. Aproximadamente, 8 a 10 horas após o contato inicial surge uma lesão eritematosa e nas 48 horas seguintes o paciente acusa sensação de queimadura e prurido15, muitas vezes apresentando dermatites lineares de até 15cm de comprimento, semelhantes a chicotadas.

Correspondem às áreas da pele por onde o inseto foi arrastado, quando da coçadura. Após 48 horas do início do eritema aparecem vesículas e bolhas que crescem, gradualmente e, dois dias depois, se umbilicam. Seis a oito dias depois do contato com o inseto as vesículas e bolhas esfoliam, deixando escaras pigmentadas que persistem por 20 a 60 dias. As lesões podem condicionar limitação funcional na área afetada.
Em resumo: esse bichinho é um capeta!!
Categories:

9 comentários:

luciano disse...

o pior que e esta porra deste bichinho do capeta , me pegou no carnaval, fodaaaaaaaaaa tive que adiantar minha volta pra casa

Solano disse...

Luciano, não sei se no sul tem essa peste de bichinho, mas que deve doer um bocado, sem dúvida. E o pior é ser pego numa época de festas .. aí fica difícil! Obrigado pelo comentário.

janaina disse...

Aqui no Sul existe sim, acabei de matar um, por isso resolvi pesquisar sobre ele. Minha mãe viva dizendo que era perigoso, mas pensei que era só coisa de mãe! Fiquei surpresa...

Anônimo disse...

Concerta isso e uma praga, aconteceu o mesmo comigo aqui no estado do Pará, mais felizmente me informaram que e so uma questão de tempo ate sara, graças a Deus pois pensei que fosse algo grave...

gaucha de rosario disse...

eu to com uma queimadura parecida só que é bem menor.
ñ sei se aqui no sul tem esse bicho,
mas tomara que ñ seja ele.

Anônimo disse...

Tenho trauma desse bicho!!!tenho uma mancha por causa da queimadura desse bicho!!!

Anônimo disse...

Bom, eu sou do nordeste e o Potó aqui é tratado de um modo meio diferente, do tipo que as pessoas dizem que se ele urinar, causa uma feridinha, não sei se trata-se do mesmo inseto, ou se ambos tem o nome potó.Queria que se alguém souber a diferença, ou se forem iguais, me respondam através de um comentário. Obg !

Anônimo disse...

eu ja levei queimadura desse bixo na coxa e na barigo
agora levei no peito e na pá esquerdas
(a queimadura na coxa foi proxima as areas puvianas... me pergunto como ele chegou la)

Paula Ody disse...

Sim, também tive essa "queimadura" no pescoço, só que atingiu uma área maior... nos primeiros dias arde e muito (fazia compressa de água gelada para aliviar), tomei antibiótico e passei pomada para picada de bichos. Ficou muito feio mesmo e durou cerca de duas semanas. Agora secou e começou a descamar.

Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!